Terça-feira, 2 de Agosto de 2005

A cultura do Granito e dos “Pilotes”

Abandono2.JPG
Os espaços verdes... continuam a abandonar a cidade de Chaves.

Pilotes1.JPG

Largo do Arrabalde transformado numa sensaborona mancha de um cinzento incaracterístico. Minha nossa! Que atrocidade, Senhores! E chamam a isto “Modernidade”?, "Requalificação”? Querem desta forma chamar mais gente ao centro de Chaves? Foge...
Permitam-me a reflexão e adaptação, a nossa cidade, da opinião de Dulce Marques de Almeida, Mestre Arquitecta de Arquitectura Bioclimática – Investigadora de Environment, Energy and Sustainable Design, AA, – Londres, Reino Unido.

Já lá vai o tempo em que, nos dias quentes de Verão, podíamos passear a sombra das árvores das nossas Avenidas, Praças e Jardins ou refrescar as nossas casas na cidade, abrindo as janelas depois de o sol se pôr. Muitos comentam que o Verão é mais quente... que já não é como era... Alguns avançam explicações eruditas atribuindo a causa de tal fenómeno ao abate das árvores na Amazónia o ao Buraco nas camadas de ozono.
Pois eu digo: cá se fazem, cá se pagam! E vamos pagar mais ainda, se permitirmos que se continue a abater arvores, a destruir jardins, substituindo-os por pavimentos em granito, e a projectar ou fazer construções, que desprezam as condições ambientais, nem salvaguardam tão pouco as condições necessárias para uma infra-estrutura essencial que é a “Floresta Urbana”. E continuaremos pagando, sempre que nos deixarmos iludir por projectos que prometem sem cumprir.
A necessidade de recuperar a qualidade de vida na cidade de Chaves, e de conduzir a uma existência sustentável, não pode ser apenas uma boa intenção, ou promessa eleitoralista, tem que se concretizar já, hoje, em todas as praticas individuais e colectivas.

Precisamos de um pacto urbano, que nos permita a todos, os flavienses, parar para pensar, propor e criar condições de alteração. E precisamos de o fazer com urgência. Esqueçamos os partidos e as diferenças, e façamos um debate aberto e franco sobre a cultura do “Cinzentismo” e da Descaracterização que se esta a implementar em Chaves. É urgente tomar uma posição para salvar a Nossa cidade.

Que Chaves está a ficar mais cinzento parece um facto, por opções arquitectónicas e de desenho urbano que nada têm a ver com a velhice ou os nevoeiros característicos do Inverno, mas exclusivamente por não haver lugar ao contraditório opinativo nem a humildade de ir escutando a voz modesta mas sensata dos Flavienses.
Este é apenas mais um triste exemplo dos desperdícios de dinheiros públicos em obras que morrem à nascença dada a miopia dos seus criadores. São os tais projectos dos "Arquitontos" da Modernidade!

Abandono1.JPG

publicado por Flaviense às 20:32
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Bota L a 4 de Agosto de 2005 às 12:40
Ele há cada um. Além de burros e com palas, são cegos e aldrabões. Se o Sr. Flávios estivesse mais antento e não sofresse de cegueira ppd, teria reparado que no Tabolado foram cortadas desenas de árvores além de outras tantas que estão lá, mas praticamente mortas., quanto ao resto do seu comentário, no mínimo dá para rir. Tanta palhaçada. Há eleições em outubro, não é?
De Zodaco a 4 de Agosto de 2005 às 11:09
Oh Flavius tens mesmo umas palas!...Então porque não explicas como são financiados os cartazes do PSD e do "nosso primeiro" João Neves.Espera para ver.Ainda a procissão vai no adro.
De ZEN a 3 de Agosto de 2005 às 11:59
Ó flavius II, tens umas palas mto grandes.....acorda pra realidade abre os olhos!!!!
Á cada um.....!!!!!
De clip a 2 de Agosto de 2005 às 23:18
O sr. Flavius II mordeu o isco. Talvez fique bem uma estátua sua bem no centrinho do "largo dos clips".
De Flavius II a 2 de Agosto de 2005 às 22:41
Caro autor desta peça (que mais se parece a uma tragedia grega), gostaria de lhe lembrar aqui algumas coisas, que certamente a sua ignorância (propositada) o leva a cometer erros de facto. Não me recordo de ter visto nos debates públicos ou de alguma referencia escrita sua nos registos dos processos dos projectos que V. Ex.ª Sr. Engenheiro critica. Certamente sabe, mas não quer dizer, que alguns metros quadrados (poucos) de verde retirados nas Freiras não são motivo de tanto alarido, quando foram construídos 1,5 hectares de verde junto ao forte (do seu amigo Comendador) e eu ainda não o ouvi pronunciar-se. Também sabe que a intervenção Polis das caldas foi feita sem retirar uma árvore, que o Parque Infantil é do melhor que já se viu, que na Quinta do Rebentão foi feito em matéria de verde um trabalho exemplar, que esta Câmara já plantou mais árvores em 3 anos e meio que a anterior em 12 anos.”Claro” que o Sr. no seu próximo artigo vai dizer que os seus amigos que querem “Começar de novo” se ganharem vão começar logo por levantar parte da rua de Sto. António, a Madalena, os arruamentos feitos nas Freguesias. Não se vai esquecer de fazer referência à proveniência dos cerca de 5.000 € de custo dos cartazes enormes do Sr. “Claro” e quem lhe vai pagar a campanha. E já agora, que fala tanto nas termas sugiro-lhe que diga de sua justiça, porque um Sr. que se serviu das termas para projecção pessoal e foi sempre pago (muito bem pago) e homenageado com dinheiros públicos, assume posições politicas púbicas. Que favores estará a pagar?
Como sabemos que nos brinda sempre com artigos isentos, não vai deixar de reflectir sobre o anteriormente descrito.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Imagem do Dia

. «Gente sem escrúpulos»

. Imagem do Fim-de-Semana

. A DESAVENÇA

. O Póster do Día

. FALACIOSO IV

. O POSTER DA SEMANA

. HERESIA

. Exorcismo

. O POSTER DO DIA

.arquivos

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds